111 anos de História

Em 1905 Caxias do Sul ainda não era uma cidade. Tornou-se apenas em 1910. As pessoas buscavam a convivência por meio de eventos sociais, contudo, haviam poucas opções. No dia 17 de Junho de 1905, Américo Ribeiro Mendes, Henrique Moro e Carlos Giessen, após assistir um concerto de piano, começaram a discutir as ideias para fundar uma sociedade recreativa, que mais de um século depois seria um dos mais importantes Clubes do Estado. Dois dias após, 20 rapazes foram convidados para comparecer a uma reunião e estruturar o planejamento da associação. No entanto, somente 11 compareceram. Reuniram-se na residência do Dr. José Bragatti: Archimino Selistre Campos, Antonio Guelfi, Romano Rossi, Vitório Rossi, Dante Penarari, Umberto Jaconi, Luiz Amoretti , Heitor Pezzi e mais os três organizadores, fundando neste dia o Clube Juvenil.

Américo Ribeiro Mendes propôs o nome ‘Club Juvenil’, pois surgia da iniciativa de jovens. Sua sugestão agradou a todos e, então, discutiram o estatuto, escreveram a Ata de Fundação e denominaram os cargos. No estatuto ficaram definidos os valores, direitos e deveres dos associados, composto apenas por homens solteiros. O baile inaugural, de gala, intitulado ‘Baile Rosa’ devido à decoração do salão ser rosa e a maior parte dos convidados também foram vestidos com esta cor, contou com 320 pessoas, marcando o início de grandes eventos que surgiriam tempos depois.

Além das festas internas, locava-se o Clube para outras sociedades também. No entanto, a lista de convidados era aprovada ou não pelo Presidente do Clube. O Juvenil também possuía uma escola noturna para os meninos pobres, mas os filhos dos associados não poderiam frequentar. Em 1908 o Juvenil realizou o carnaval e teve a escolha de sua primeira Rainha, Nayr Ronca, desfilando nos carros alegóricos.Contudo, as despesas deste evento foram gigantescas e, então, como alternativa para suprir os custos dos eventos, surgiu o Grupo Dramático Juvenil (teatro), que se apresentava com melodramas musicais.

Em 19 de Junho de 1911, sob a presidência de Orestes Manfro, foi lançada a pedra fundamental da Sede Juvenilista onde, no ano seguinte, foi construída a primeira sede própria, localizada na Rua Andrade Pinto (atual Os Dezoito do Forte). Somente em 1915 começa a ter destaque a participação feminina no Clube, com o Grupo das Falenas, que planejava e organizava diversos eventos em estilo ousado para a época, estando sempre à frente do seu tempo.Infelizmente, em 1924, um incêndio destruiu totalmente a primeira sede do Clube terreno e, também, o prédio foram vendidos, para o Governo do Estado. Com isto, o Clube transfere-se para a Associação

Grupo de Falenas

1ª Sede do Clube Juvenil

Nova Sede

Em 1930, com a queda do banco Pelotense, o Clube enfrentou novamente muitas dificuldades financeiras, em função dos empréstimos para a construção da Sede Social. Alguns Juvenilistas, para ajudar, rasparam suas economias e se desfizeram de bens pessoais para doar ao Clube. Há relatos de que alguns associados ajudaram financeiramente com o dinheiro reservado para pagar a faculdade dos filhos.

O Aristocrático caxiense iniciou suas atividades com o objetivo de suprir as necessidades de socialização, trazendo cultura, diversão e lazer. O Clube Juvenil foi construindo sua história no município ao longo dos anos, adquirindo cada vez mais sócios e promovendo grandes eventos sociais, culturais e esportivos, como Baile de Debutantes, Comenda do Abacaxi, Boate de Natal, Baile do Baco, Festa a Fantasia, Baile de Máscaras, Desfiles solidários, Noite Encantada, Carnaval Interclubes, Concerto de Piano, palestras e exposições, Momento Cultural, Exposição de Obras, Competições Esportivas no Futsal, Handebol, Paddle, Basquete, Artes Marciais, Golfe, Natação e Poker.

No ano seguinte, foi comprado o terreno da atual Sede Social, sendo que a construção ficou sob a responsabilidade do Arquiteto Sr. Sílvio Toigo. Esta construção foi possível apenas pelo empréstimo oferecido pelo Banco Popular do Rio Grande do Sul, que queria instalar-se em Caxias do Sul e precisava de parceiras. Desta forma, o associado no Clube Juvenil era obrigado a possuir uma conta no banco. Com a queda do Banco Popular, parte da dívida foi incorporada pelo Banco da Província do Rio Grande do Sul e o restante foi amortizado por Getúlio Vargas. A empresa Apollo firmou contrato com o Clube Juvenil, cabendo a esta a sexta parte dos lucros líquidos, em troca de auxílio ao cinema e propaganda do mesmo. Situada no coração da cidade, a Sede Social foi inaugurada em 8 de Setembro de 1928.

Eventos

Sede Esportiva

Teatro Apollo

Notamos que embora todas as dificuldades enfrentadas, sempre existiram associados que ajudavam e acreditavam na força e crescimento do Clube. Muitos destes associados transferiram os seus ‘títulos’ a seus filhos, de geração para geração, engrandecendo o Clube Juvenil com novas famílias que fazem a história do Juvenil ser um grande sucesso. Atualmente, o Clube Juvenil conta com duas Sedes: a Sede Social, palco para diversos eventos por meio de locações (Salão Social, Intermediário, Aristos Pub e Pelourinho), e a Sede Esportiva (com piscina térmica, piscina externa, 5 quadras de tênis, 1 quadra poliesportiva, ginásio de esportes, restaurante, academia e concentra atividades como: natação, hidroginástica, tênis, basquete, sauna, padle, futsal, musculação e diversas aulas na academia. O Clube Juvenil foi pioneiro na cidade em: Cinema; Grupo de Teatro; Combate ao Analfabetismo; Xadrez; Biblioteca; Eventos com grandes orquestras; Baile de Debutantes. Em 2015 foi pioneiro no sistema de marcação de quadras de tênis on line.

Desfile da Festa da Uva

Xadrez

Eventos Sociais

Você sabia?

Equipe de Futebol

Equipe de Tênis

Hino